27/01/2021
OURO

Trilha Gold quer explorar áreas na Bahia

A Trilha Gold Capital (TGC) reuniu-se com representantes da Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) para debater uma parceria que viabilize a pesquisa e exploração de minérios em território baiano. O futuro acordo prevê o arrendamento dos territórios pela TGC, com cessão total de direitos minerários.

“A Trilha Gold Capital está expandindo cada vez mais no país, a partir da aquisição de projetos estratégicos. Desta forma, temos interesse na revalidação de pesquisas e exploração dessas áreas, sempre orientados sob os princípios de responsabilidade social e ambiental, que direcionam cada uma das ações da companhia e de seus parceiros. Acreditamos fortemente em uma mineração sustentável, que crie valor para o país e suas comunidades”, diz Basel Ibrahim Al Jughami, presidente e fundador da Trilha Gold Capital. 

A expectativa é que o acordo seja assinado em breve. O diretor-presidente da CBPM, Antonio Carlos Marcial Tramm, considera que acordos público-privados como este são de grande valia para o Estado. “O bem mais precioso da Bahia está debaixo da terra, com minerais cujo aproveitamento gera empregos e desenvolvimento econômico para toda a região. Estamos certos de que a união se tornará uma aliança firme e forte para a mineração, transformando esta tratativa inicial em uma produtiva parceria”, afirma.

Veja também